Mato Grosso do Sul espera colher 12,773 milhões de toneladas de soja


A área plantada de soja em Mato Grosso do Sul deve atingir um novo recorde na safra 2021/2022, com 3,776 milhões de hectares. Isso significa que a área destinada à cultura será de 7% maior em relação à safra 2020/2021. A produtividade média estimada é de 56,38 sacas/ha e a produção esperada é de 12,773 milhões de toneladas de soja.

Os números foram apresentados pela Aprosoja/MS ontem (28), no Canal do Boi, durante o lançamento do plantio, em virtude do fim do vazio sanitário.

Em seis anos, a área plantada em MS passou para 76%, ou seja, o aumento de produtividade nesse período foi de dez sacas a mais.

No último dia 15 de setembro, acabou o período de vazio sanitário da soja no Estado e já é permitida a semeadura em todo o território estadual. A data-limite de início do cultivo é 31 de dezembro e o prazo para cadastro das áreas junto à Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) termina em 10 de janeiro de 2022.

Ainda segundo a Aprosoja, a área avançou de 1,7 milhão para 3,5 milhões de hectares na última safra, em cima de áreas antropizadas ou substituindo culturas já existentes, como pastagem e cana-de-açúcar.

De 2015 até agora, MS incorporou 1,2 milhão de hectares novos na agricultura, graças ao emprego de tecnologia e políticas públicas que garantem a conversão de áreas com sustentabilidade. Outro dado que chama atenção é que 27,15% da safra está comercializada sem nem ter sido plantada.