Há um mês e sem vestígios, bombeiros encerram buscas por mulher que desapareceu em trilha

O caso completa um mês nesta quarta-feira e agora fica ao cargo exclusivo da Polícia Civil

CORREIO DO ESTADO / ANA CLARA SANTOS


Sem vestígios de paradeiro, Corpo de Bombeiros encerra buscas por senhora desaparecida em trilha - Divulgação

Após um mês de buscas por Tânia Bonamigo, de 62 anos, que desapareceu em uma trilha em São Gabriel do Oeste, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul (CBMMS) encerrou as buscas pela vítima.

Durante os 30 dias de procura não foi encontrado nenhum vestígio ou informação que indique o paradeiro de Tânia, o que dificulta o seguimento das investigações. 

A corporação ainda disse que, a partir de agora, o caso será acompanhado e investigado pela Polícia Civil de São Gabriel do Oeste. 

No entanto, o Corpo de Bombeiros esclarece que seguirá à disposição caso surja, em qualquer momento, se houver informações do possível local em que a senhora se encontra. 

O caso

Tânia está desaparecida desde o dia 9 de janeiro, quando fazia uma trilha próxima à cachoeira Los Pagos, em São Gabriel do Oeste, com amigos e familiares. 

Desde então, os bombeiros realizaram intensas buscas pelo paradeiro da senhora, mas, até hoje, não há pistas de onde ela possa estar.  

Já foram percorridos mais de 350 km, considerando em linha reta e, de acordo com o comandante Heraldo, um dos responsáveis pelas buscas, não há mais esperança de encontrá-la com vida, se ela ainda estiver no local do desaparecimento. 

No início da operação foram designados 30 bombeiros militares, quatro cães de busca e resgate, quatro drones, inclusive um com sensor térmico, bem como uma equipe de salvamento em altura, dez viaturas e dois helicópteros. 

Assine o Correio do Estado