Produtores apresentam projeto para fortalecimento da avicultura de corte no Estado

DOURADOSNEWS / JHONATAN XAVIER


Produtores se reuniram com o secretário da Semagro, Jaime Verruck. - Crédito: Semagro/Divulgação

Na última terça-feira (15) representantes do setor avícola de Mato Grosso do Sul se reuniram com o secretário da Semagro (Secretaria de Meio de Meio Ambiente, Produção e Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, para apresentar o relatório elaborado pela Câmara Setorial de Avicultura e Estrutiocultura que busca o fortalecimento da cadeia produtiva da avicultura de corte no Estado.

Os produtores apresentaram a proposta do Plano Estadual da Cadeia da Avicultura de Mato Grosso do Sul (Pró Aves) que tem o objetivo de elevar esta produtividade com qualidade e mais sustentabilidade.

Adroaldo Hoffmann, presidente da Associação dos Avicultores de Mato Grosso do Sul (Avimasul), disse que o plano prevê a atração de novas indústrias, com foco no cooperativismo; produção alternativa de energia elétrica; manutenção e melhorias das estradas; fortalecimento do associativismo; mais emprego e renda e um dos principais itens que é a criação de um subprograma para concessão de incentivos financeiros.

Enquanto o Governo concederia incentivos financeiros, para reinvestimento dos produtores na produção.

Já o avicultor terá que seguir alguns parâmetros como aplicar tecnologias que promovam a sustentabilidade econômica, social e ambiental no sistema produtivo, entre outros.

Hoje o Mato Grosso do Sul conta com 554 produtores e 2.098 aviários, com uma geração de 50 mil empregos diretos principalmente na agricultura familiar. Uma produção de 176,3 milhões de aves ao ano. Entretanto, o avicultor enfrenta alguns desafios como alto custo de produção por conta do preço dos grãos e a instabilidade de energia elétrica nos aviários.

*Com informações da Semagro.