Deputado Brazão suspeito de mandar matar Marielle é transferido para MS


Transferências acontecem esta manhã; Foto: Reprodução

Os irmãos Domingos e Chiquinho Brazão, presos no último domingo (24/3), suspeitos de mandarem matar a vereadora Marielle Franco, estão sendo transferidos na manhã desta quarta-feira (27/3), do Complexo da Papuda, no Distrito Federal, para outros presídios federais.

O deputado Chiquinho foi transferido para o Presídio Federal de Campo Grande, e o conselheiro do TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro) Domingos, para o de Porto Velho.

A escolha das penitenciárias foi do Ministério da Justiça.

Os dois foram presos suspeitos de serem os mandantes da morte da vereadora Marielle Franco em março de 2018. O ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Rivaldo Barbosa, também foi preso, acusado de ter ajudado no planejamento do assassinato.